Tarja_Instante.jpg

Instante

Curadoria: João Wesley
Espaço Rampa
09.05.09

 
Instalação "Penetrável Vermelho"

Uma derivação para Ana Biolchini

João Wesley de Souza, abril de 2009

Paralisar o continuum tal como um instantâneo fotográfico, propor uma derivação temporal sobre um percurso linear e extenso, editar uma mostra que condensa todo um caminho de pesquisa plástica e de substâncias conceituais, são fatos que constituem intenções que, ao todo, convergem para uma mostra individual e relâmpago. Sete horas concentradas em um só dia de mostra, é o tempo e a oportunidade que Ana Biolchini entende como suficiente para convidar seus conhecidos e outros para apresentar sua trajetória artística.

O Espaço Cultural Rampa, ainda em suas atividades iniciais, um novo lugar de caráter multifuncional de cultura em Copacabana, foi o local escolhido para a disposição de várias configurações visuais, que perpassam pelos meios expressivos da pintura, instalação, fotografia, vídeo e objetos.

No que diz respeito ao conteúdo durável destas oportunidades de fruição estética, dispostas de modo estudado e ordenado dentro do espaço arquitetônico, podemos dizer que se trata de rastros que se originam de um trânsito entre a internalidade e a exterioridade do corpo. Tais vestígios podem ser entendidos como terminações visuais que, em ultima instância, traduzem em imagens a energia que flui dentro do próprio corpo e da sua relação com o exterior, onde se encontram outros, também inseridos na realidade física do mundo.

Imagens que suscitam paisagens, paisagens que remetem ao corpo, fluxos de energia travestidos de pinturas e de subterfúgios relacionais de natureza antropológica, assim como recursos de iluminação que dramatizam e até chegam a gerar quadros dentro e a partir da realidade do espaço, são mecanismos que suportam e convergem para o que chamamos, cuidadosamente, de “inclinação poética” desta artista. Como no contexto cultural contemporâneo, verdades absolutas e perfis definidos verticalmente vêm sendo sistematicamente banidos, ou não fazem mais sentido, cabe aos freqüentadores desta exposição verificar nossas suspeitas que precipitam neste texto.

 

Fotos Expo Ana Rampa por Wilton Montenegro 048.jpg
 

Obras na Individual Instante
 

Vernissage

By Wilton Montenegro